Crédito da foto: ReproduçãoO Sisu é a principal maneira de acessar o ensino superior público Um total de 993.311 pessoas se inscreveu no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) no primeiro dia. A informação foi divulgada nesta quarta-feira, 22 de janeiro, às 6h50, pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub. As inscrições podem chegar a até dois cursos por estudante e, por isso, já são 1.870.751 registros. “O número é mais do que o dobro do ano anterior, quando fechamos em 492 mil inscritos”, afirmou o ministro em rede social. O período para inscrições fica aberto até as 23h59 de domingo, 26. O Sisu é a principal maneira de acessar o ensino superior público com a nota do Ensino Nacional do Ensino Médio (Enem), divulgada na semana passada. Para participar da seleção, é obrigatório não ter zerado a redação na edição de 2019 do exame. Neste semestre, são 237.128 vagas em 128 instituições de ensino superior públicas de todo o país. A inscrição é gratuita e deve ser feita na página do programa na internet. Entenda – No momento da inscrição, o candidato deve escolher até duas opções de cursos ofertados pelas instituições participantes. Por fim, o sistema seleciona os mais bem classificados em cada curso, de acordo com as notas no Enem e eventuais ponderações, como pesos atribuídos às notas ou bônus. Caso o desempenho do candidato permita o ingresso nos dois cursos, prevalecerá a primeira opção, com apenas uma chamada para matrícula. Inicialmente, a data final de inscrições seria sexta-feira, 24. Com as inconsistências na correção das provas do Enem, o Ministério da Educação (MEC) decidiu dar mais tempo para os estudantes, para evitar prejuízos. Os resultados serão divulgados no dia 28 de janeiro. Eis o restante do cronograma: matrícula ou registro acadêmico nas instituições participantes: até 4 de fevereiro; lançamento da ocupação nas vagas pelas instituições participantes: até 7 de fevereiro; manifestação de interesse para constar na lista de espera: até as 23h59 de 4 de fevereiro. O cronograma foi publicado na edição de 3 de dezembro, do Diário Oficial da União (DOU). O edital completo está na página do Sisu e a retificação com a prorrogação do prazo, na edição do DOU desta terça-feira, 21 de janeiro. Sisu – O Sisu é uma das formas de ingresso à educação superior com a nota do Enem. Trata-se do sistema informatizado do MEC por meio do qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas a participantes do exame. Quem não conseguir uma vaga pelo Sisu, pode tentar uma vaga pelos vestibulares tradicionais. Há ainda o Programa Universidade para Todos (ProUni), que oferta bolsas integrais e parciais (50%) em instituições privadas, e o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e o Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies), para financiar o valor da graduação. Confira os cronogramas dos principais programas do MEC para acesso ao ensino superior no primeiro semestre de 2020.

Crédito da foto: ArquivoGovernadoria, sede do Governo do Estado do RN
Na audiência do Governo do Estado com dirigentes do Fórum Estadual de Servidores, nesta quarta-feira (22), foi apresentado o calendário de pagamento dos salários de 2020, sem maiores novidades. A proposta repete o que já vem sendo feito pelo governo, pagando os salários por quinzena para quem mais de R$ 4 mil.
Quem recebe menos que R$ 4 mil, terá o valor integral depositado no fim da primeira quinzena de cada mês, conforme prometido pelo governo. Já os servidores que recebem mais que esse valor, receberá 30% do salário no fim da primeira quinzena e o restante, no final do mês.  
Quando ao calendário de salários atrasados de 2018, o governo continua com a mesma propostas de pagar quando entrar recursos extras.
Confira o calendário proposto:
Mês
1º pagamento
Complemento
Janeiro
Dia 15
Dia 31
Fevereiro
Dia 15
Dia 29
Março
Dia 14
Dia 31
Abril
Dia 15
Dia 30
Maio
Dia 15
Dia 30
Junho
Dia 15
Dia 30
Julho
Dia 15
Dia 31
Agosto
Dia 15
Dia 31
Setembro
Dia 15
Dia 30
Outubro
Dia 15
Dia 31
Novembro
Dia 14
Dia 30
Dezembro
Dia 15
Dia 31

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.