Primeira professora com Síndrome de Down do país, potiguar é homenageada em mostra da Turma da Mônica

Professora potiguar Débora Seabra foi homenageada na exposição Donas da Rua da História, da Turma da Mônica — Foto: Carla França
Professora potiguar Débora Seabra foi homenageada na exposição Donas da Rua da História, da Turma da Mônica — Foto: Carla França 
A potiguar Débora Seabra, primeira professora com Síndrome de Down do país, é uma das homenageadas da mostra Donas da Rua da História, da Turma da Mônica. A exposição foi aberta nesta sexta-feira (6) e fica à disposição do público, com acesso gratuito, até o dia 20 de dezembro, no Midway Mall, em Natal. 
A Donas da Rua de História homenageia 23 importantes mulheres que contribuíram para a história recente da humanidade em temas como as artes, ciência e o esporte, reinterpretadas pelas personagens da Turma da Mônica. 
Nomes como o da escritora Carolina de Jesus, da artista plástica mexicana Frida Kahlo e da tenista Maria Esther Bueno estão entre as mulheres homenageadas pela exposição. Débora Seabra é a única potiguar entre as 23. 
Ela é professora há mais de 10 anos e faz palestras no Brasil e em outros países, como Argentina e Portugal, sobre o combate ao preconceito. Quando mais nova, Débora sempre estudou em escolas da rede regular de ensino e se formou no curso de magistério, de nível médio, em 2005. 
Em 2013, ela lançou o seu primeiro livro, chamado “Débora conta histórias”. A obra traz várias fábulas infantis que se passam na fazenda e têm animais como protagonistas. Embora sejam animais, eles precisam lidar o tempo todo com problemas humanos, especialmente o preconceito e rejeição por serem diferentes. 
Em 2015, foi homenageada com o Prêmio Darcy Ribeiro de Educação, em Brasília. Ao escolher os homenageados, a Comissão de Educação levou em consideração critérios como originalidade ou caráter exemplar das ações educativas desenvolvidas pelos indicados ao prêmio.
Fonte: G1/RN

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.