Aplicativo vai fiscalizar entregas do Programa do Leite no Rio Grande do Norte

Crédito da foto: Assecom/SethasO aplicativo está em fase de testes
O Governo do Rio Grande do Norte, por meio da Secretaria de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas), iniciou os testes do aplicativo que será utilizado para fiscalizar e monitorar as entregas do Programa Leite Potiguar.
Segundo a pasta, o novo sistema de controle já foi iniciado, de forma piloto, na comunidade tradicional quilombola, Capoeiras, em Macaíba, onde 64 famílias passaram a receber o benefício por meio do novo cartão com QR Code.
“O sistema de controle, desenvolvido pela equipe de TI da Secretaria de Administração (SEAD), consiste em um aplicativo de celular que faz a leitura do cartão do beneficiário que possui um QR Code de identificação. Assim cada usuário antes de receber o leite, deve entregar seu cartão para que a leitura seja efetuada. Dessa forma teremos o controle de que o benefício está sendo entregue”, explica o coordenador do Programa, Sandro Trigueiro.
O sistema ainda está funcionando de forma experimental e após a fase de testes será expandido para todo os postos de distribuição do leite, visando ampliar a fiscalização e controle sobre a distribuição aos beneficiários. A empresa que entrega o leite também fará uso do sistema para comprovar que a quantidade contratada está sendo entregue nos postos.
“É preciso que entendam que o leite pertence às pessoas legalmente aptas a receber e não é de propriedade daqueles responsáveis pela entrega. Infelizmente, o problema que vem de outros governos, ficou pior no atual que perdeu completamente o controle da situação”, afirmou Aline à época.
Também à época, a reportagem do JORNAL DE FATO conversou com o coordenador do Programa do Leite Potiguar (PLP), Sandro Trigueiro, sobre as denúncias de irregularidade na distribuição do produto. O coordenador informou que o atual governo tem conhecimento das denúncias de desvios, e que foi solicitada uma auditoria no programa para serem identificadas as irregularidades.
“A secretária Íris Maria solicitou à Controladoria que fosse feita uma auditoria no Programa do Leite Potiguar. Desde o início da gestão, estamos recebendo denúncias sobre irregularidades no programa, e a auditoria é justamente para identificar essas práticas. Há duas semanas, uma equipe de auditoria esteve em Mossoró e informou que a execução do programa estava um verdadeiro caos, com situações que são inadmissíveis”, disse o coordenador do programa.
Ouvidoria
Outra ferramenta lançada pela Sethas é o WhatsApp da ouvidoria do Programa que já está em funcionamento pelo número: (84) 98156-2008. Na ouvidoria é possível esclarecer dúvidas, fazer reclamações, denúncias e elogios.
O Programa do Leite Potiguar faz parte da Política Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional e beneficia cerca de 84 mil famílias em todo o Estado. Cada família tem direito a cinco litros de leite por semana. São distribuídos por mês quase dois milhões de litros de leite. O Governo do RN investe R$ 47 milhões por ano, com recursos oriundos do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Fecop).

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.