Justiça acata denúncia contra Robinson Faria por improbidade administrativa

Crédito da foto: Marcos Garcia/ArquivoRobinson Faria é acusado por suposta improbidade administrativa
O juiz da 6ª Vara da Fazenda Pública, Francisco Sepháfico da Nóbrega Coutinho, acatou a abertura de processo contra o ex-governador Robinson Faria por suposta improbidade administrativa no envolvimento de inserção fraudulenta de pessoas na folha de pagamento da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.
A acusação de prática de improbidade administrativa contra Robinson é um desdobramento da “Operação Dama de Espadas”, deflagrada em agosto de 2015. Ela apura desvios de recursos públicos na ALRN no período de 2006 a 2015. O esquema teria causado prejuízo ao erário de mais de R$ 5 milhões.
O MPRN acusa o político de ter continuado com a prática mesmo depois de ter deixado a presidência da Assembleia e ocupado às funções de vice-governador e governador do Estado. O ex-governador terá 15 dias para apresentar a defesa.
Nos autos, atribui-se a Robinson Faria a conduta de incorporar ao seu patrimônio e concorrer para que terceiros “igualmente se locupletassem indevidamente dos recursos públicos desviados, por meio de esquema estruturado na Assembleia Legislativa de inserção de pessoas na folha de pagamento, sobretudo na folha de pagamento paralela, dentro da cota-parte de suas indicações cujo valor estimado gravitava em torno de R$ 180 mil por mês”.
Já a defesa do ex-governador, segundo os autos, asseverou que a imputação é fantasiosa e aponta supostas inverdades e equívocos do Ministério Público Estadual.
Com informações do No Minuto.com e Tribuna do Norte

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.