Brumadinho: número de mortos chega a 65; Há ainda 279 desaparecidos, 192 resgatados, 386 localizados e 135 desabrigados


Bombeiros seguem buscas por vítimas e sobreviventes em Brumadinho (Foto: AP Photo/Leo Correa)

O número de mortos no rompimento de barragem de Brumadinho (MG) subiu para 65 mortos, após mais um dia de trabalho das equipes de resgate. Deste total, 31 foram identificados. Há ainda 279 desaparecidos, 192 resgatados, 386 localizados e 135 desabrigados.
No 4º dia de buscas, aproximadamente 280 bombeiros trabalham nas buscas após o rompimento da barragem da Vale. Desde as 4h desta segunda-feira, 28, os profissionais atuam na área.
A barragem da mina Córrego do Feijão, da mineradora Vale, localizada em Brumadinho, se rompeu na tarde de sexta-feira, 25, deixando mortos, feridos e centenas de desaparecidos.
A onda de rejeitos de minério de ferro atingiu a área administrativa da empresa e a comunidade da Vila Ferteco. O rompimento ocorreu na Barragem 1, que foi construída em 1976 e tinha volume de 12,7 milhões de m³. Segundo a Vale, a barragem tinha encerrado as atividades há cerca de três anos, pois o beneficiamento do minério na unidade é feito à seco.
Doação para família das vítimas

Marcelle Porto Cangussu, médica da Vale e primeira vítima identificada (Foto: Arquivo de família)

A Vale vai doar R$ 100 mil para cada família que teve um parente morto na tragédia gerada com o rompimento da barragem da mineradora em Brumadinho, nos arredores de Belo Horizonte. As doações serão repassadas a partir desta terça-feira, 29. Segundo a empresa, trata-se de doação, e não de indenização.
O diretor executivo de Finanças e Relações com Investidores da Vale, Luciano Siani, disse que está assegurado o repasse da compensação financeira para o município de Brumadinho. “A Vale vai compensar o município como se a operação estivesse correndo” , ressaltou.
Paralelamente, foram contratados psicólogos e assistentes sociais do Hospital Albert Einstein para assistência às vítimas do acidente na região. (Com informações Agência Brasil).

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.