RN teve a 2ª maior taxa de homicídios no 1º semestre de 2018, aponta levantamento

A taxa de mortes violentas a cada 100 mil habitantes foi de 27,1 no estado
O Rio Grande do Norte teve a segunda maior taxa de homicídios no primeiro semestre de 2018, aponta o Mapa da Violência, índice nacional de homicídios criado pelo G1. O levantamento foi publicado nesta terça-feira, 28.
De acordo com a ferramenta, a taxa de mortes violentas a cada 100 mil habitantes foi de 27,1 no estado. O RN ficou só atrás de Roraima, que teve a maior taxa (27,7). Em terceiro lugar aparece o Ceará e em quarto o Acre, ambos com índice de 26 para cada 100 mil. São Paulo tem a taxa mais baixa, de 3,8 a cada 100 mil
A publicação não traz o número de homicídios no estado no período. Até a manhã desta terça, o contador de homicídios do Sindicato dos Policiais Civis e Servidores da Segurança Pública do RN (Sinpol/RN), mostrava 1.343 mortes violentas.
Ainda segundo o portal carioca, ao menos 26.126 pessoas foram assassinadas no primeiro semestre deste ano no Brasil. Esse número pode maior devido. O G1 explica que Maranhão, Paraná e Tocantins são os únicos estados que não informaram os dados completos dos seis meses.
O número consolidado até agora contabiliza todos os homicídios dolosos, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte, que, juntos, compõem os chamados crimes violentos letais e intencionais. Houve uma média de 4.350 casos por mês.
O mapa faz parte do Monitor da Violência, uma parceria do G1 com o Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.