Trabalhadores entram em greve e paralisam porto de Areia Branca

Portuários cruzaram os braços exigindo o pagamento
dos salário em dias (Foto: Carlos Júnior)
Os portuários que trabalham no Terminal Salineiro de Areia Branca iniciaram hoje (15), uma paralização de advertência que deverá durar 36 horas. A categoria reivindica o pagamento do mês de outubro que está em atraso.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Portuários do Rio Grande do Norte (SINPORN), Silvano Barbosa, os trabalhadores portuários estão insatisfeitos com os atrasos salariais que se tornaram constantes ao longo deste ano. 

O sindicalista disse ainda que em função das peculiaridades próprias, a greve no Porto Ilha é parcial, o que faz com que os funcionários trabalhem algumas horas durante o dia para manter o porto realizando atividades mínimas, cumprindo uma exigidas do Ministério Público do Trabalho.

O porto de Areia Branca é administrado pela Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN),  que até o final da edição desta matéria não publicou nota sobre a paralisação. Tentaremos contato com a assessoria de imprensa da companhia nas primeiras horas úteis desta quita-feira (16). 


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.