Governo vai abrir diálogo com o comando de greve dos professores da Uern e servidores da saúde

Servidores da Saúde entraram em greve reclamando atraso de salários e outras demandas represadas
Os comandos de greve dos professores da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) e dos servidores da saúde serão recebidos em audiência pela equipe administrativa do Governo do Estado. Será a primeira vez que governo e grevista dialogam desde que a paralisação foi iniciada, no dia 10 deste mês.
A audiência está marcada para as 15h, na Chefia do Gabinete Civil do Governo, no Centro Administrativo, em Natal.
O encontro tem como objetivo abrir negociação acerca da pauta de reivindicações das categorias, que acampam na Governadoria desde o dia 13 de novembro.
A expectativa dos servidores em greve é que o Governo apresente uma saída para o colapso financeiro que vem atingindo os servidores públicos.
A chefe do Gabinete Civil, Tatiana Mendes Cunha, já havia agendado uma audiência com as categorias na última sexta-feira (17), mas desmarcou alegando necessitar de maiores informações acerca da situação financeira do estado.
Os professores da Uern e servidores de diversos segmentos da saúde deflagraram greve unificada, reivindicando o pagamento dos salários atrasados e um calendário que preveja os vencimentos de novembro, dezembro e do décimo terceiro.
Os servidores públicos do Estado convivem com atrasos os salariais desde janeiro de 2016. O pagamento dos salários do mês de setembro/2017 foi concluído somente no dia 10 de novembro, o que revoltou os trabalhadores e trabalhadoras do Rio Grande do Norte.
Fonte: De Fato

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.