Para Souza, extinção de Banco Postal em Grossos afeta economia

“Como se não bastasse à redução do número de agências bancárias, agora nos deparamos com a extinção do Banco Postal. Souza vai lutar para garantir a permanência do correspondente bancário na cidade.
A extinção de correspondentes bancários do Banco do Brasil nas agências de Correios de Grossos, o Banco Postal, pautou o pronunciamento do deputado Souza (PHS) nesta quinta-feira (10) na Assembleia Legislativa. O parlamentar destaca que, em algumas cidades, essa é a única opção de atendimento aos aposentados, pensionistas e correntistas do Banco do Brasil em relação às ações bancárias.
“Como se não bastasse à redução do número de agências bancárias, agora nos deparamos com a extinção do Banco Postal, o que afetará a economia das cidades, prejudicando o comércio e a população de modo geral”, disse Souza.
O deputado disse que a cidade de Grossos tem como única unidade de atendimento o Banco Postal. “O Banco do Brasil do município instalou, por duas vezes, um posto de atendimento que foi destruído pelos bandidos que arrombaram os caixas eletrônicos. Agora, Grossos só tem o Banco Postal que será extinto alegando corte de despesas”.
Souza destacou que solicitou uma audiência com o diretor geral dos Correios para tratar desse assunto e pediu que seja encaminhada uma solicitação à direção dos Correios do Rio Grande do Norte para que a empresa reveja a determinação e permita a continuidade do serviço e que o mesmo não aconteça em outras cidades, justificando que no Banco Postal é possível utilizar os serviços bancários como abertura de conta, empréstimo, pagamento de benefícios, recebimento de contas, entre outros.
Em aparte, o deputado Hermano Morais (PMDB) citou como exemplo a cidade de Pureza, que com a extinção do Banco Postal, levou à população a usar os serviços em Ceará-Mirim. “Esse tipo de economia traz prejuízo maior à população. Além do incômodo, existe um gasto pra se deslocar, além de prejudicar o comércio local”.
Segurança no RN
Ainda durante seu pronunciamento, Souza cobrou do Governo o lançamento de edital para concurso da Polícia Militar. Segundo os números apresentados pelo deputado, há um déficit de mais de 4 mil homens somente na Polícia Militar. “Não adianta falarmos em aumento do efetivo em nossos municípios, se somos conscientes que há mais de dez anos não há concurso público. Sinceramente eu não faço mais requerimento solicitando aumento de efetivo porque estou ciente de que enquanto não houver concurso para reposição dos policiais militares não haverá como aumentar o efetivo”.
Souza reforça que são necessárias medidas efetivas de combate à violência e também chamou a atenção para o videomonitoramento nos municípios. “Destinei emendas para o videomonitoramento em Areia Branca, que é estratégico para o município que só tem uma entrada e uma saída. Coloquei emenda para Governador Dix -Sept Rosado e Frutuoso Gomes. Em Frutuoso Gomes, já houve dois homicídios em vias públicas não desvendados até o momento, e que facilmente se identificaria com a presença das câmeras de segurança”, pontuou Souza.
O deputado disse que foi na secretaria de Planejamento do Estado para liberar os recursos e que o secretário determinou de imediato o empenho, mas até o momento a Secretaria de Segurança não lançou a licitação para aquisição dos equipamentos.
Itep
Souza usou o horário da liderança ainda na sessão ordinária desta quinta-feira para solicitar ao Itep a reposição dos servidores da Central do Cidadão de Apodi. “A Central atende cerca de 60 pessoas diariamente que estão com o atendimento comprometido por falta de servidores”.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.