Delegados afirmam que o governo gasta mais com flores. Robinson Faria rebate em nota

Delegados e escrivãos da Polícia Civil do Rio Grande do Norte denunciaram que enquanto o Governo do Estado gasta com flores e eventos do Gabinete Civil, os investimentos na polícia despencaram entre os anos de 2015 e 2017.
Segundo o sindicato da categoria, a Adepol, nesse período o governo gastou R$ 645,5 mil em arranjos florais e eventos do Gabinete do governador Robinson Faria (PSD), enquanto a Polícia Civil recebeu apenas R$ 211,1 mil em investimentos.
A reportagem da edição da Tribuna do Norte desta quinta-feira (10) explora a denúncia. Segundo os policiais civis, não tem como combater a violência que castiga o Rio Grande do Norte com a falta de prioridade nos investimentos do Estado.
O governador Robinson, através de sua Assessoria de Comunicação Social, emitiu nota rebatendo os números da Adepol, e afirmando que o governo investe nas forças de segurança do Estado.
Leia a nota na íntegra:
"A respeito de informações inverídicas comparando as despesas do governo com investimentos na Polícia Civil e gastos do Gabinete Civil, o Governo do Estado esclarece:
1 – As informações não correspondem à realidade, conforme demonstraremos a seguir.
– O Governo tem cumprido o que está estabelecido na Emenda Constitucional 12/2013, sobre investimentos em Segurança Pública, que determina que sejam destinados 9,5% da receita corrente do Estado para esta finalidade. Desde 2015, o Governo do RN tem investido valores acima desse patamar. Sendo 14,91% em 2015, 15,06% em 2016 e 14,63% até junho de 2017;
– Com recursos próprios do Tesouro Estadual (Fonte 100) foram investidos, desde 2015, R$ 2.425.251.352,57 em despesa com pessoal, custeio e investimentos com a Segurança Pública.
2 – Além dos recursos próprios, o Governo investe em segurança por meio de outras fontes, como o programa Governo Cidadão. Dentre estes investimentos destacamos:
- R$ 2.780.170,00 em aquisição e instalação de módulos habitáveis para funcionamento de delegacias (Delegacias Modulares);
- R$ 8 milhões em expansão e atualização da rede de rádio do CIOSP;
- R$ 11.516.903 em videomonitoramento para a Região Metropolitana de Natal;
- R$ 3.049.999,00 em aquisição e instalação de rádios móveis digitais, compatíveis com Sistema de Rádio Comunicação P25 para o CIOSP ;
- R$ 14.891.927,00 em equipamentos de TI ligados à área de segurança pública;
- R$ 250.072,00 investidos na aparelhagem da Coordenadoria da Defesa da Mulher e das Minorias (CODIMM) – aquisição de equipamentos tecnológicos e de uma unidade móvel (microonibus);
- R$ 2.407.976,00 em aquisição de equipamentos para confecção de RG pelo Itep;
- R$  7.386.150,00 investidos na digitalização do acervo de identificação do Itep;
- R$ 27.118.552,00 no CIOSP (áreas de rádio comunicação, rede metropolitana de dados, data center e videomonitoramento);
3 - Também é preciso ressaltar que, somente em 2017 foi investido R$ 1 milhão no pagamento de diárias operacionais para a Polícia Civil;
4 - Desde 2015, mais de 800 policiais civis foram promovidos e 160 novos foram empossados;
5 - Por último, informamos que as despesas usadas como comparativo não são exclusivas do Gabinete Civil, e sim do Governo. São despesas que atendem necessidades protocolares e diplomáticas, realizadas por todos os órgãos da estrutura governamental;
O Governo do RN tem dado prioridade total às questões relacionadas à segurança pública. E não tem medido esforços em busca de melhores condições de trabalho para os agentes públicos de segurança; bem como garantir o bom atendimento ao cidadão.
Assessoria de Comunicação do Governo do RN"
A crise na segurança ganhou capítulo à parte desta ontem (9), quando o governador Robinson comprou "briga" com a imprensa quando disse que os jornalistas estavam potencializando a sensação de segurança no Estado.
A reação foi imediada. O Sindicato dos Jornalistas do RB emitiu nota combatendo a fala do governador. Outras entidades também fizeram o mesmo Todas reclamando da falta de segurança.
Robinson contra-acatou também com nota, porém, pprocurando restabelecer bom relacionamento. Ele se desculpou com os jornalistas.
Fonte de Fato

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.