Desembargador federal da 1a Região suspende transferência de Henrique Alves



Suspensa a transferência do ex-ministro Henrique Alves (PMDB) para um presídio em Brasília. A decisão é do desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1a Região.
No domingo (11), o juiz Francisco Eduardo Guimarães Farias, da 14a Região, já havia suspendido a transferência temporariamente.
Henrique foi preso em Natal na terça-feira (6) durante a Operação Manus, que investiga o desvio de R$ 77 milhões das obras da Arena das Dunas (Leia AQUI).
No mesmo dia, foi decretada a prisão de Henrique no Distrito Federal, onde é investigado por suspeita de ocultar R$ 20 milhões no exterior. Os recursos seriam provenientes de fraudes em fundos e loterias da Caixa Econômica Federal (CEF), com organização do deputado cassado Eduardo Cunha, preso em Curitiba (PR).
Ao reverter a decisão do juiz Vallisney de Souza, da 10 Vara da Justiça Federal, que havia autorizado a transferência, o desembargador Ney Bello escreveu: "Desnecessária a transferência do paciente de sua residência, aliada ao fato de ser onerosa e descabida."
Henrique Alves continuará preso na Academia de Polícia Militar em Natal.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.