Agentes penitenciários encontram 800 facas, dois revólveres e 200 celulares em Alcaçuz

Durante quatro dias, Agentes Penitenciários fizeram varreduras no presídio. Material foi achado após retirada de 800 presos, unidade passa por reforma

Durante quatro dias de revistas dentro dos pavilhões 1, 2 e 3 da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, os agentes penitenciários que compõem a Força Tarefa de Intervenção Penitenciária encontraram e apreenderam 800 facas, aproximadamente 200 celulares, dois revólveres, munições, chips de telefone, pendrives, cartões de memória, carregadores e drogas como maconha, cocaína e crack.
Todo o material foi entregue à Polícia Civil, que vai fazer os procedimentos legais necessários.
A Operação Fênix teve início na última segunda-feira, 20, e foi encerrada nesta quinta-feira, 23. As buscas tiveram início com a transferência de 800 detentos dos três pavilhões para o presídio Rogério Coutinho Madruga, mais conhecido como Pavilhão 5 de Alcaçuz.
Nesta sexta-feira, 24, o Ministério da Justiça e Cidadania publicou portaria autorizando a prorrogação por mais 30 dias da Força Tarefa no maior presídio do estado.
Em janeiro último, 26 presos foram mortos após rebelião em Alcaçuz.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.