Robinson Faria: 'Não seria responsável anunciar calendário sem ter a certeza de receita'

entrevista-do-governador-robinson-na-fm-95-de-natal
Na longa entrevista ao "Jornal da Noite", na FM 95 de Natal, o governador Robinson Faria (PSD) evitou cravar uma data de pagamento da folha salarial do mês de outubro, encerrado ontem.
Não o fez por uma razão simples: o Estado não tem previsão segura de receita, principalmente das transferências feitas pelo Tesouro Nacional, como o Fundo de Participação dos Estados (FPE).
O governador justificou:
“O pagamento não depende apenas da arrecadação do estado porque 50% da receita vem da União. Não somos um estado industrializado. Temos cinco indústrias e não temos uma precisão de pagamento definida porque dependemos dos repasses dos dias 10, 20 e 30, que compõem o Fundo de Participação dos Estados. Existem as frustrações de receita.
E foi taxativo:
"Não seria responsável anunciar o pagamento de uma folha que não podemos cumprir. Agora, temos condições de definir os critérios, o mais humano, solidário e justo possível. Pagar primeiro os que ganham menos, atender aos inativos, aposentados e os que ganham até R$ 3 mil. Vamos fazer o pagamento uniforme e escalonado, onde todos recebam uma parte do salário".

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.