Grupo Maranata e Diamante Branco fecham acordo coletivo com categoria Marítima

Acordo coletivo beneficia marítimos que operam no transporte de sal do RN para o Porto Ilha de Areia Branca (Foto: Carlos Júnior)

Depois da Navenor S/A assinar o primeiro Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) da categoria marítima que opera no porto de Areia Branca, mais duas empresas concluíram as negociações mediadas pelos Sindicatos Marítimos e fecham seus acordos para o período 2016-2017. O Grupo Maranata e a Salina Diamante Branco reajustarão salários de marítimos em 11,30%.
Tendo o dia 1º de fevereiro como data-base para os operadores no transporte de sal para o Porto-Ilha, as partes utilizaram o Índice Nacional de Preço ao Consumidor (INPC), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), referente aos 12 meses que antecedem a data-base.
O ACT foi assinado em Areia Branca-RN pelo presidente do Sindicato dos Mestres e Contramestres, Batista Souto, o presidente do Sindicato dos Aquaviários de Máquinas/RN, Lenilton do Vale, e Francisco Ventura, delegado representante do Sindicato Nacional dos Marinheiros e Moços e Sindicato Nacional dos Taifeiros e Culinários Marítimos.
As cópias do ACT, foram enviadas para o Rio de Janeiro, e após serem assinadas pelos diretores Gabriel Cunha Pereira Bueno e George Stanley Ferreira Pryor, foram devolvidos aos sindicatos em Areia Branca.
As empresas
A empresa Nacional Transportes Marítimos Ltda, subsidiária do Grupo Maranata, concederá reajuste retroativo a fevereiro, em três parcelas a partir do pagamento de julho e a empresa Salina Diamante Branco, o retroativo será a partir de maio em parcela única. A empresa transporta sal para o Porto-Ilha nas barcaças Dix-sept Rosado e Antonio Florêncio, arrendadas à Frota Oceânica S/A, desativada desde 2012.
A Salina Diamante Branco foi fundada em 1996. Em 2003, passou para o controle acionário do grupo chileno SPL (K + S Chile) que, por sua vez, faz parte do K + S Gruppe, maior empresa privada do setor a nível mundial.
A ESTRUTURA BRASILEIRA DA SDB
O Rio Grande do Norte concentra as operações da SDB. Em Natal fica a Diretoria de Operações e, em Galinhos, a 170 Km de distância, a unidade de produção. No Rio de Janeiro, fica a matriz, sede da Presidência, e das Diretorias de Finanças, Planejamento Estratégico e Comercial.
A SDB, opera no transporte de sal para o Porto Ilha, com a barcaça Porto do Dornelles, com arqueação bruta de 1.713 toneladas.
Confira a tabela:
CAT.FUNÇÃOSALÁRIO
MCBComandante4.580,15
CTRImediato3.488,32
MNCMarinheiro de Convés2.745,37
MOCMoço de Convés2.170,29
#############################
CDMCondutor Chefe4.163,84
MNMChefe3.488,84
MNMMarinheiro de Máquinas3.132,35
MOMMoço de Máquinas2.463,80
 ##### ################ ########
CZACozinheiro2.745,37

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.