Marinha e Força Aérea Brasileira intensificaram buscas pelos pescadores que desapareceram na costa potiguar

Navio-Patrulha Macau, da Marinha do Brasil, faz buscas pelos pescadores desaparecidos (Foto: Divulgação/Marinha do Brasil)
Navio da Marinha do Brasil faz buscas pelos pescadores desaparecidos (Foto: Divulgação/Marinha do Brasil)
A Marinha do Brasil e a Força Aérea Brasileira (FAB) intensificaram as buscas pelos dois pescadores que desapareceram na costa potiguar neste último final de semana. Manoel Anchieta Rodrigues, de 37 anos, e Francisco Antônio Rodrigues, cuja idade não foi divulgada, saíram para pescar na terça-feira da semana passada, dia 19, em uma jangada. Eles embarcaram na praia de Ponta do mel, no litoral de Areia Branca, na região da Costa Branca do Estado, e deveriam ter retornado no sábado, 23, o que não aconteceu.
A jangada, batizada de “Navegantes”, foi encontrada na segunda-feira, 25, em uma praia de Icapuí, no Ceará. Desde então, a Marinha e o Corpo de Bombeiros iniciaram buscas pelos pescadores.
Nesta quarta-feira, 27, segundo a assessoria de comunicação do 3º Distrito Naval, a Marinha utilizou o Navio-Patrulha Macau e a FAB enviou um avião para sobrevoar a costa do Estado. Contudo, não obtiveram sucesso.
A Marinha informou que o navio continua no litoral e que as buscam seguem ao longo desta quinta-feira, 28. “Até o momento, as equipes de resgate já percorreram uma área de 1.800 quilômetros quadrados”, acrescentou a assessoria do 3º Distrito Naval.
“Descansar o coração”
 Manoel Anchieta e Francisco Antônio, os pescadores desaparecidos (Foto: Divulgação/Colônia de Pescadores de Areia Branca)
Manoel Anchieta e Francisco Rodrigues, os pescadores (Foto: Divulgação/Colônia de Pescadores de Areia Branca)
A dona de casa Francisca Marcelina Nepomuceno, que é prima de Manoel Rodrigues, falou com a reportagem. Ela disse que a família está muito angustiada, a espera de receber notícias dos pescadores. “Na segunda-feira nós ficamos sabendo que ele teria sido resgatado e que estava em Fortaleza. Foi uma alegria só. Ficamos até gritando pela rua e agradecendo a Deus. Mas, a notícia era falsa. Isso é maldade que não se faz com nenhum ser humano. Agora, estamos muito tristes”, disse.
Manoel Anchieta não é casado e não tem filhos. “Fica a angústia porque ninguém acha ele em nenhum lugar. Nós queremos o melhor, mas também queremos descansar o coração de um jeito ou de outro”, desabafou. (Com informações do G1 RN).

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.