Deputado Souza faz apelo por mais saúde e segurança para Mossoró e região

Souza afirma que problemas em Mossoró afetam toda a região (Foto: Eduardo Maia)

A precarização dos serviços de saúde e segurança pública na cidade de Mossoró foi tema do pronunciamento do deputado Souza Neto (PHS) na sessão plenária desta quarta-feira, 23. O parlamentar fez um apelo ao Governo do Estado para que seja dada maior atenção à região, que segundo ele vive, um momento ruim nas duas áreas.

“Quando Mossoró vai mal, a região também vai mal e eu falo aqui representando milhares de pessoas que procuram os serviços de saúde e de segurança em Mossoró e não encontram. Estamos vivendo um período de fobia coletiva e com razão de ser”, disse o deputado.

Sobre segurança, o parlamentar apresentou dados que revelam a deficiência na área. Segundo ele, em 31 dias, 27 homicídios ocorreram em Mossoró. Na última segunda-feira, 21, foram 6 mortes. “Mossoró é hoje uma das cidades mais violentas do Brasil e temos um déficit de 700 policiais. Na última segunda foram 6 homicídios, inclusive de um policial de 33 anos. O Governo enviou uma nota de pesar, mas parece que depois tudo passa e nada é feito”, disse ele.


No setor de saúde de Mossoró, o deputado disse que no Hospital da Mulher, dos 10 leitos de UTIs, apenas 1 tem respirador. Citou o exemplo também do Hospital Tarcísio Maia, que segundo ele não tem tomógrafo. “Além disso, o Centro de Oncologia teve o pronto-socorro fechado por falta de recursos. O Dix-Sept Rosado fechou suas portas e no Hospital Wilson Rosado, as UTIs estão sem atendimento. Falo aqui em nome de todas as pessoas que precisam desse serviço”, concluiu. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.