terça-feira, 28 de abril de 2015
“Tonho da Cohab” ladeado pelo presidente da Liga, “Chico Paiva”, e pelo vice Jorge
Aconteceu ontem, 27, a primeira reunião administrativa do recém eleito e empossado presidente Chico Paiva com a participação das dez equipes filiadas a Liga Desportiva de Futebol Areia-branquense (LDFA).
O presidente Chico Paiva  comandou a primeira reunião com a presença das dez equipes filiadas a nova Liga (Foto: Erivan Silva)



O vereador Tonho da Cohab participou da reunião e renovou o seu desejo de continuar ajudando o esporte da cidade declarando: Contem comigo para trabalharmos unidos pelo fortalecimento do futebol de Areia Branca. demonstrando mais uma vez que quer tão somente o bem do esporte da nossa cidade;  o edil renovou o seu apoio e declarou que seu mandato estava a disposição dos desportistas areia-branquense e vai continuar apoiando e batalhando no que for preciso para resgatar o futebol de Areia Branca. O vereador Tonho da Cohab  manisfestou o desejo de apoiar o presidente Chico Paiva nesta retomada do nosso futebol e que todos podiam contar com um vereador a serviço do esporte local.
“Tonho da Cohab” ladeado pelo presidente da Liga, “Chico Paiva”, e pelo vice Jorge

Segundo “Tonho da Cohab”, os desportistas sempre terão uma voz em defesa da categoria na Câmara Municipal e sua luta pelo resgate do esporte local será contínua, por entender que trata-se de uma estratégia de inclusão social de jovens em situação de risco e de melhoria da qualidade de vida das comunidades quando é praticado em larga escala, englobando as diversas modalidades
“Investir no esporte é a garantia de um futuro melhor para os nossos filhos, é uma iniciativa importante para afastar nossos jovens das drogas e de outros caminhos duvidosos que o mundo oferece”, reforçou o vereador.
Comandada pelo presidente “Chico Paiva”, na reunião de ontem, da liga, foram discutidas questões como a retomada dos campeonatos Masters e Sub 18, que foram interrompidos na etapa final.
Também tratou da aprovação do novo estatuto da LFFA, além do planejamento de ações para o período.
Com Informações do Costa Branca News
Os municípios que não atenderem à legislação podem ficar impedidos de receber transferências voluntárias de recursos. Mecanismo de divulgação de receitas e despesas ainda não foi implementada em 52% dos municípios do estado (Foto: Carlos Júnior) 
Dos 167 municípios do Rio Grande do Norte, 83% (138) possuem site oficial, 65% (113) possuem Portal da Transparência, mas apenas 31% (52) estão com algum dado de 2015 em seus sítios eletrônicos. O levantamento feito pelo Ministério Público Estadual e o Ministério Público Federal com o apoio da Controladoria-Geral da União no Estado (CGU/RN) será detalhado na próxima segunda-feira (27), em entrevista coletiva concedida à imprensa, a partir das 10h, na sede da Procuradoria-Geral de Justiça, em Candelária.
A avaliação da transparência dos municípios potiguares, buscando atender os anseios do cidadão em saber se o seu dinheiro está sendo investido pelo poder público local, foi o objetivo do trabalho realizado pelo MPRN e o MPF como apoio da CGU.
Os dados que serão apresentados tiveram como referência os meses de fevereiro e março deste ano de 2015. Hoje, há quase dois anos de quando todos os municípios e estados brasileiros deveriam ter disponibilizado em páginas na rede mundial de computadores as informações detalhadas sobre a execução de suas despesas (prazo se esgotou em 28/05/2013) aproximadamente 12% (20) municípios norte-rio-grandenses ainda não possuem nem site nem Portal da Transparência para o acesso à informação.
Em maio de 2009, a Lei de Responsabilidade Fiscal (Lei n° 101/00) foi alterada pela Lei Complementar n° 131, determinando que os Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário da União, dos Estados, do Distrito Federal e Municípíos disponibilizassem na internet, em tempo real, informações pormenorizadas sobre sua execução orçamentária e financeira.
Pouco mais de dois anos depois, em 2012, a Lei de Acesso à Informação (Lei n ° 12.527/11) veio maximizar a transparência pública, trazendo conceitos e exigências quanto aos pedidos de informações, além de enfatizar normas para a transparência por intermédio dos portais da transparência.
O direito de acesso à informação é um direito fundamental e está vinculado à noção de democracia, impondo à Administração Pública o dever não só de disponibilizar os dados quando requisitados, mas também de divulgar informações de interesse público de forma proativa e rotineira, independente de solicitações.
Os municípios que não atenderem à legislação podem ficar impedidos de receber transferências voluntárias de recursos.
Concedem entrevista coletiva à imprensa o Promotor de Justiça Augusto Carlos Rocha de Lima, coordenador do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça do Patrimônio Público (CAOP-PP), do MPRN, o Procurador da República Kleber Martins de Araújo, a Chefe da CGU/RN, Benedita Bruna Camelo Brito, e o Secretário Substituto do TCU/RN, Maurício Jatobá.
Fonte: MPRN
sexta-feira, 24 de abril de 2015
O professor de Educação Física Elias Fagundes morreu vítima de acidente automobilístico na RN 304, na estrada que liga Areia Branca a Ponta do Mel, próximo a comunidade de Redonda. O professor Elias colidiu sua moto com um automóvel e morreu no local do acidente.Vítima deste mundo cruel e desigual, o professor Elias como era chamado carinhosamente por seus amigos e alunos, foi vítima deste acidente fatal, que interrompeu a vida de um dos melhores professores de Educação Física da nossa cidade.

O nome do professor Elias Fagundes ficará marcado na história recente do esporte de Areia Branca; antes de enfrentar os problemas que teve na sua vida, seu nome ganhou destaque e será sempre lembrado como um professor atuante nas escolas que trabalhou e que marcou época no nosso futebol como preparador físico do Grêmio e Internacional, em uma das fases de ouro do futebol da nossa cidade. Elias ainda ganhou destaque emplacando como treinador fazendo sucesso nas equipes que dirigiu.





A crise no programa Minha Casa Minha Vida no Rio Grande do Norte se agrava. Em reunião realizada ontem (23), na superintendência da Caixa, os representantes das empresas contratadas para a execução do MCMV na faixa 1, aquela em que os municípios selecionam os contemplados, discutiram a possibilidade de uma paralisação das obras devido aos constantes atrasos de pagamento, que vêm ocorrendo com frequência desde o mês de novembro de 2014.
Os empresários definiram que caso a situação não seja regularizada em 15 dias todas as obras serão paralisadas. Inclusive, o grupo de construtores notificará a Caixa da decisão.  Caso isso ocorra, a crise será não apenas social, mas também econômica, já que representará 4 mil desempregados.
A principal justificativa dos empresários é que os atrasos da Caixa inviabilizam a execução das obras pela incerteza no pagamento dos serviços já contratados e dos futuros.
As 4 mil unidades do Minha Casa Minha Vida que poderão ter as obras paralisadas estão localizadas em Natal, São José de Mipibu e Mossoró.
As construtoras responsáveis pelas obras do programa Minha Casa, Minha Vida no Rio Grande do Norte defiram que paralisarão suas atividades devido ao grande atraso no pagamento feito pelo Governo Federal pode aumentar ainda mais o número de desemprego no setor de construção civil no Estado. A consequência direta da medida é o desemprego de pessoas que atuam direta e indiretamente no setor. A suspensão de todas atividades que pode ser iniciada em 15 dias poderá trazer desemprego para cerca de 4.000 mil pessoas que poderão ser demitidas, sendo cerca de 2.500 empregos diretos e outros 1.500 empregos indiretos, que atuam em empresas terceirizadas, máquinas, equipamentos e até em fornecer refeições para os empregados das obras.
Deputado Souza Neto (PHS), presidiu  a audiência que discutiu ações de prevenção para o câncer de mama no RN (Foto: AL)
A Assembleia Legislativa realizou, na tarde desta quinta-feira (23), uma audiência pública para discutir ações de prevenção e tratamento do câncer de mama no Rio Grande do Norte. Sugerida por entidades ligadas ao tema e proposta no Legislativo pelo deputado Souza Neto (PHS), o encontro tratou principalmente acerca dos tratamentos de pessoas que estão no estágio avançado da doença, focando também na necessidade de revisão das responsabilidades dos entes federativos.
Reunindo médicos, entidades da sociedade civil organizada, representantes do Governo do Estado, Defensoria Pública e da Assembleia Legislativa, a audiência discutiu formas para que as pessoas que têm câncer possam ter acesso amplo e gratuito ao tratamento, desde a realização de exames até o fornecimento de remédios para as pessoas que precisam de medicação para terem sobrevida.
"É um tema importante e que, muitas vezes, não tem a atenção necessária do Poder Público. Por isso acreditamos que essa audiência vem a ocorrer em momento oportuno", disse o deputado Souza Neto.
De acordo com dados levados à audiência pela equipe do parlamentar, o Rio Grande do Norte possui 800 casos de câncer de mama por ano. O fato mais preocupante é a quantidade de pessoas que morrem devido à doença. No estado, 25% das pessoas que têm câncer de mama vêm a falecer, enquanto a média nacional é de 17% de õbitos.
Dois motivos citados para o alto índice de mortes devido ao câncer foram a falta de políticas efetivas de prevenção e diagnóstico precoce, além da dificuldade de se fornecer medicamentos para o tratamento de pacientes.
"Precisamos que os avanços estejam disponíveis para todos, sejam nos exames e nos medicamentos. Queremos que não seja necessária que uma paciente precise acionar a Justiça para buscar os remédios, que muitas vezes são caríssimos", disse a representante Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (Femama), Maria Assunção Fonseca.
Um dos motivos para a dificuldade de haver recursos disponíveis para o atendimento é a concentração da verba com o Governo Federal. É o que avalia o deputado Souza Neto. Para ele, os municípios e estados têm cada vez mais obrigações com o serviços de saúde e menos dinheiro à disposição. Por isso, o deputado quer a colaboração da bancada federal.
"É um entendimento que todos dessa audiência têm, que os recursos precisam ser melhor divididos. Vamos conversar com os deputados federais porque nós precisamos que a União defina de verdade qual sua participação no financiamento da Saúde", garantiu o parlamentar.
Fonte: AL
Presidente “Netinho Cunha” ladeado pelos secretários Duarte Júnior e “Tonho da Cohab” (Foto: Jailton Rodrigues)

A Câmara Municipal de Areia Branca realiza na manhã desta sexta-feira, 24, a última sessão ordinária referente ao mês de abril. De acordo com o calendário fixado pela Mesa Diretora da Casa, que tem como presidente o vereador Francisco José de Souza Neto, “Netinho Cunha” (PSB), depois dessa sessão de hoje, os vereadores só voltarão a se reunir ordinariamente, em plenário, dia 5 de maio.
Um dos destaques da pauta, é um projeto do Executivo, que havendo quorum, deverá ser votado. Durante a sessão, a partir das 9h, outras matérias dos vereadores serão apreciadas e votadas, fechando um mês que os vereadores consideram que foi proveitoso e muito produtivo.
O presidente da Casa de Leis, o vereador “Netinho Cunha”, convida a população de Areia Branca para prestigiar a sessão nesta terça e acompanhar de perto o trabalho dos vereadores.
De acordo com o presidente do Legislativo areia-branquense, a visão da Câmara Municipal é apresentar projetos que proporcionem à melhoria da qualidade de vida do cidadão e, além disso, também quer atrair o cidadão para dentro da “Casa do Povo”, para acompanhar e avaliar o desempenho do seu representante.
Em maio, além da sessão do dia 5, estão definidas reuniões ordinárias dos vereadores nos dias 7, 12, 14 e 19. Fonte: Costa Branca News
quarta-feira, 22 de abril de 2015
Aposte nas loterias da Caixa jogando na Lotérica Milagrosa
Ninguém acertou as dezenas da Mega-Sena do concurso 1.697, relizado na noite desta quarta-feira (22), em Osasco (SP). O próximo sorteio que acontece no sábado (25), terá prêmio acumulado em R$ 6 milhões.
Veja as dezenas: 08 - 23 - 30 - 51 - 53 - 58.
A quina teve 62 apostas ganhadoras, que levaram o prêmio de R$ 23.627,94 cada uma. Outros 3.593 bilhetes acertaram a quadra e levaram R$ 582,45 cada.
Para apostar
A Caixa Econômica Federal faz os sorteios da Mega-Sena duas vezes por semana, às quartas-feiras e aos sábados. As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 2,50.
Paulo Mário (o segundo à dir.), advogado do Grupo Salinor/RJ, participará da reunião com os sindicalistas Francisco Ventura, Batista Souto e Lenilton Vale
O Sindicato dos Mestres de Cabotagem e Contramestres, Sindicato dos Aquaviários de Máquinas da Marinha Mercante/RN, Sindicato Nacional dos Marinheiros e Moços e Sindicato Nacional dos Taifeiros e Culinários, comunicam a categoria dos marítimos que desde o mês de março, foram enviados propostas de renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT 2015) para todas as empresas de navegação de Areia Branca, que operam no transporte de sal para o Porto-Ilha.
A data-base da categoria dos aquaviários, a partir de 2015, passou a ser em 1º de fevereiro. Os dirigentes sindicais, João Batista Souto, Lenilton do Vale Souza e Francisco Ventura, informam que foram solicitados reajuste salarial acima da inflação, cujo Índice Nacional de Preço ao Consumidor (INPC) em 1º de fevereiro foi de 7,13%.
Também serão reajustados os serviços de limpeza de porão, gratificações, e o vale-alimentação. Para algumas empresas serão negociados a participação de dependentes no Plano de Saúde.
Os sindicalistas também informam, que após a assinatura do ACT, com previsão para o mês de maio, serão pagos a todos funcionários marítimos o reajuste retroativo a fevereiro.
Como já é tradição, a primeira empresa a negociar o ACT, será a Navenor, pertencente ao grupo Salinor. Em contato com o superintendente da Navenor, Milton Paniagua, os representantes sindicais foram informados que farão parte da negociação o Diretor Financeiro da Salinor, Marcelo Portugal, e o advogado Paulo Mário, que virão do Rio de Janeiro em data a ser anunciada, exclusivamente para discutir o ACT para o período 2015-2016.
Também será negociado o ACT com as demais empresas no transporte de sal que operam no Terminal Salineiro: Sermapra, Nacional (Maranata), Antônio Carlos Transportes Marítimos que opera na atracação de navios, e em seguida a empresa HB Navegação, quando retornar as atividades.
Fonte: Voz de Areia Branca
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Blog Archive

Tecnologia do Blogger.

Assinar Feedburner - E-mail

Arquivo

Search

Carregando...